As despedidas do milénio

As dúvidas sobre se o século termina ou não no próximo dia 31 de Dezembro não incomodam as televisões que vão dobrar o ano como se do milénio se tratasse. A SIC fará, pela primeira vez, uma transmissão em directo, bifurcada entre Lisboa e o Algarve. A RTP despede-se simultaneamente de Herman José e do ano em curso, com um programa sintomaticamente intitulado A Última Noite. A TVI mistura o Ri-te, Ri-te com Os Reis da Música Nacional para gerar um híbrido intitulado Viva 2000.

Da paleta de propostas para o final de ano das televisões portuguesas, sobressai a aposta da SIC. O canal de Carnaxide investiu fortemente neste final de século através de uma emissão em directo - coisa nunca tentada antes - feita a partir de dois locais distintos em Portugal, separados por 300 quilómetros de distância: o Pavilhão Atlântico, em Lisboa, e o Pavilhão do Arade, no Algarve, deliberadamente recuperado para o efeito. Será a partir desses dois locais que, numa acção conjunta com o Parque das Nações e da Região do Turismo do Algarve, decorrerá o espectáculo intitulado "A Gala Millenium-Raízes" que representa a presença do canal no evento à escala planetária em que participa, o "Millenium Live". Graças a ele, a SIC começa a emitir a sua programação especial às 10 horas do dia 31 e só termina à mesma hora do dia seguinte. Quando soarem as doze badaladas no Big Ben londrino, serão as imagens de um espectáculo de fogo de artifício sobre o Rio Tejo que estarão no ar, ainda que a SIC prometa "partir" o ecrã em várias partes para poder mostrar o que se passa nos três pontos distintos: rio Tejo, Parque das Nações, Pavilhão do Arade. Ao longo da emissão do "Milennium Live", que reúne 160 países e que mostrará o que se passa no mundo nos diferentes fusos horários onde a passagem do ano vai ocorrendo, a SIC vai abrir janelas para dar conta do que os seus 15 repórteres espalhados pelos quatro cantos do mundo têm para dizer sobre o que se passa nos lugares onde se encontram. Falo-ão nos blocos noticiosos alargados que irão para o ar nestes dois dias. Um cenário virtual está a ser preprado para servir de pano de fundo à emissão especial que está recheada de vedetas, desde as mais consagradas do mundo artistico, até figuras como a de Nelson Mandela, que dirá uma mensagem. O espectáculo que a SIC preparou para Lisboa e Portimão é dedicado aos direitos humanos e à preservação dos valores da natureza e será uma ementa de regresso às origens musicais: bandas cubanas, africanas, brasileiras, sons das caraíbas e mediterrânicos, sem esquecer as vozes nacionais fazem parte do alinhamento. Herman José, a apresentar a emissão especial na RTP escassas horas antes de se transferir para o canal de Carnaxide, será devidamente "arrasado" no duelo de final de ano, segundo palavras de Emídio Rangel, que prometeu "recuperá-lo" logo a seguir - o seu programa na SIC vai para o ar dia 6, mas a partir do dia 2 começam a passar apontamentos com o Herman José na programação diária da estação.Ainda como homem da RTP, o humorista fará o seu último espectáculo para a televisão pública na noite da passagem de ano, intitulando-a justamente "A Última Noite". Será uma espécie de balanço do milénio por onde desfilarão as grandes figuras que marcaram a história da humanidade e, muito provavelmente, a história artística do próprio Herman que fará desfilar a Super-Tia, o Diácono Remédios ou o Artista Bastos pela última vez na RTP. Está garantida a presença de todos quantos trabalharam com o humorista ao longo dos anos para além de uma mão-cheia de artistas portugueses que farão a animação musical da noite. São duas horas de programa, a começar por volta das 22 horas e a terminar por volta da uma da manhã, que dá lugar depois a um espectáculo de variedades do cabaret parisiense Lido.Curiosamente, a TVI também programou um espectáculo similar, mas oriundo do Crazy Horse de Paris para depois do seu especial Viva 2000, no ar a partir das 22 horas. É uma mistura do concurso de anedotas Ri-te, Ri-te com a jóia da coroa da Televisão Independente, o Reis da Música Nacional.