Sim, é verdade: Obama viu-se forçado a provar que já disparou uma arma

O Presidente dos EUA disse que costuma praticar tiro aos pratos, mas muitos defensores da posse de armas não acreditaram.

A fotografia foi divulgada no Twitter pelo assessor de imprensa da Casa Branca Pete Souza/Casa Branca

E se o Presidente dos EUA, que defende o controlo de armas mais apertado das últimas décadas, se visse forçado a provar que já deu uns tiros? Foi isso mesmo que aconteceu a Barack Obama: para pôr fim aos rumores de que nunca disparou uma arma, ao contrário do que afirmara numa entrevista, a Casa Branca divulgou uma fotografia do Presidente norte-americano a praticar tiro aos pratos.

A controvérsia começou com uma entrevista de Barack Obama à revista The New Republic, publicada na semana passada. Uma das perguntas não podia ter sido mais directa: "Alguma vez disparou uma arma?" A resposta também não deixou margem para dúvidas: "Sim. Em Camp David [residência de férias do Presidente dos EUA] estamos sempre a praticar tiro aos pratos."

A entrevista foi conduzida pelo jornalista Franklin Foer e pelo director da revista, Chris Hughes, co-fundador do Facebook e responsável pela estratégia para a Internet que ajudou Barack Obama a ser eleito Presidente em 2008. Obama aproveitou-a para piscar o olho aos "proprietários de armas responsáveis", afirmando que os opositores do direito à posse de armas devem "ouvir um pouco mais" os defensores do campo oposto.

"Se o nosso pai nos dá uma arma de caça aos dez anos, se começamos a passar os dias com ele e com os nossos tios e se isso passa a fazer parte das tradições da nossa família, conseguimos perceber por que é que queremos tanto proteger [o direito à posse de arma]", disse Barack Obama, depois de afirmar que tem "um profundo respeito pelas tradições da caça".

Ainda a entrevista do Presidente dos EUA estava a ser digerida pelos leitores e já a republicana Marsha Blackburn, eleita pelo estado do Tennessee para a Câmara dos Representantes, lançava a dúvida: se Obama já tinha disparado uma arma, onde estavam as fotografias?

"Se ele pratica tiro aos pratos, por que é que nunca tínhamos ouvido falar disso? Por que é que não vimos fotografias? Por que é que ele nunca tinha mencionado isso?", questionou Blackburn no programa da CNN Erin Burnett OutFront. A representante do Partido Republicano lançou ainda um repto a Obama: "Ele deveria convidar-me para ir a Camp David praticar tiro aos pratos. Aposto que lhe ganho."

O assessor de imprensa da Casa Branca, Jay Carney, foi também questionado sobre o assunto pela correspondente da CNN Jessica Yellin. "Ele vai a Camp David com alguma regularidade, mas não sei quantas vezes é que ele praticou [tiro aos pratos]", respondeu Carney. E haveria alguma fotografia do Presidente a disparar? "Deve haver, mas eu nunca vi." E por que é que o Presidente nunca tinha falado sobre isso? "Porque ele vai para Camp David para passar tempo com a família e com os amigos e para se descontrair, não para ser fotogrado."

Como as respostas não foram suficientes para afastar as dúvidas, o assessor de imprensa publicou no sábado, na sua conta no Twitter, a fotografia que faltava, com o texto "POTUS [Presidente dos Estados Unidos] dispara contra alvos em Camp David, no dia 4 de Agosto de 2012". A fotografia foi publicada a 1 de Fevereiro na conta que a Casa Branca tem no site de partilha de fotografias Flickr, mas os dados que a acompanham confirmam a informação de Jay Carney: "Tirada em 4 de Agosto de 2012 em 7:19 PST" por Pete Souza, o fotógrafo oficial do Presidente dos EUA. Souza, nascido em New Bradford, no estado do Massachussetts, é neto de portugueses que emigraram dos Açores.

Ainda assim – e como seria de esperar –, a fotografia não convence toda a gente, muito menos a National Rifle Association, o poderoso grupo de defesa do porte de armas. "Uma fotografia não apaga uma vida inteira de apoio a todas as proibições de armas e a todos os esquemas de controlo de armas imagináveis", disse à CNN o porta-voz da associação, Andrew Arulanandam.

A fotografia de Barack Obama a disparar uma arma tem sido uma das estrelas das redes sociais, principalmente no Twitter, onde se multiplicam as reacções, muitas delas com sentido de humor. O comediante Frank Conniff, por exemplo, analisou a imagem de uma outra perspectiva: "Vi uma fotografia do Presidente a praticar tiro aos pratos. Pensava que o método preferido por Obama para destruir pratos era um ataque com drones."

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.