Avaliação

Prova de aferição de Português “excessivamente longa”

Este é o último ano em que os estudantes do 4.º realizam provas de aferição Foto: PÚBLICO

A dirigente da Associação Professores de Português (APP), Edviges Ferreira, disse esta quarta-feira que não se espanta se os alunos do 4º ano do ensino básico “se tiverem afligido” com a prova de aferição de Português, que considerou “excessivamente longa”.

“As crianças precisam de tempo para pensar, custa-me a crer que a maior parte tenha conseguido fazer em apenas 45 minutos tudo o que era pedido no primeiro caderno da prova”, afirmou.

O teste nacional – que este ano ainda não conta para a classificação final dos alunos – tem duas partes, a primeira das quais abre com “um longo poema, de 102 versos, que são pequeninos mas ocupam duas páginas”, notou Edviges Ferreira. Para responder correctamente às questões sobre o texto A Menina Gotinha de Água, de Papiniano Carlos, as crianças “teriam de fazer uma primeira leitura muito concentrada e atenta e de reler algumas partes, depois”, diz a professora. Considera que com isso os alunos “já terão despendido parte importante dos 45 minutos de que dispunham”, pelo que calcula, “para muitas, terá sido uma aflição perceberem que a primeira parte da prova estava longe do fim”.

Fazem parte do primeiro caderno “outro longo texto”, retirado da página da Internet do Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, várias perguntas sobre ele “com alguma complexidade para crianças de nove anos” e ainda questões de gramática.

“Vamos ver os resultados – se forem bons ficarei satisfeita, mas será uma surpresa, uma boa surpresa, claro”, comentou a dirigente da APP que considera que, tirando a questão do tempo, “essencial, neste caso”, a prova é “muito interessante, bem estruturada e tem questões que testam todas as competências dos alunos”.

No segundo caderno pedia-se às crianças que escrevessem dois textos (um convite e uma composição em forma de diálogo, com um guião). Neste caso, Edviges Ferreira disse que “talvez os 45 minutos tenham chegado”, mas criticou o facto de ser indicado o número de linhas e não de palavras que as crianças deviam utilizar.

Na sexta-feira, os alunos do 4.º ano fazem a prova de aferição Matemática. Para o ano, os alunos do mesmo ano realizarão, pela primeira vez, exames que contarão 25% na nota final.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues