Educação

Todos os tópicos

  • Com o início do ano escolar a aproximar-se, federação diz que estão por colocar todos os professores sem vínculo mas também os docentes dos quadros que aguardam mobilidade.

  • Cerca de metade dos pedidos feitos pelos docentes foi aceite. Dirigentes escolares esperam que colocação de docentes para o próximo ano lectivo já tenha em conta as vagas que agora foram criadas

  • O ministério deu orientações aos professores do quadro que concorreram à mobilidade interna para que se apresentem na segunda-feira nas escolas onde deram aulas no ano passado ou onde as suas candidaturas foram validadas. Directores frisam que eles não irão lá fazer seja o que for.

  • À semelhança do que aconteceu no ano passado, o ano escolar arranca sem que os professores sem vínculo saibam se ficaram colocados. Organizações de docentes prometem apoiar os cerca de 8000 cujos contratos terminam esta sexta-feira e que segunda deverão pedir o subsídio de desemprego.

  • A formação superior continua a assegurar aos diplomados mais fácil acesso ao mercado de trabalho. Não obstante, importa salientar a evolução negativa que se tem vindo a verificar neste domínio.

  • O problema reside na incapacidade que muitos destes jovens têm em planear o futuro e adiar a gratificação.

  • O período destinado à recepção dos alunos já está marcado, mas não é conhecida a data da colocação dos professores que se candidataram à mobilidade interna e dos docentes que não têm vínculo à função pública. Só neste último concurso foram colocados no ano passado 5454 professores.