• A Caixa Económica está a preparar uma operação de securitização de crédito malparado no valor de mil milhões de euros e do lado comprador deverá estar a Whitestar, da Arrow, gestora que contratou a ex-ministra das Finanças. Objectivo é repor liquidez.

  • O presidente do Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas disse hoje que o processo de rescisões por mútuo acordo na Caixa Geral de Depósitos tem de ser feito em igualdade de circunstâncias para todos os trabalhadores, o que não está garantido.

  • A CGD vai avançar com um programa de rescisões por mútuo acordo, que se soma ao programa de pré-reformas já em vigor, para acelerar a saída de trabalhadores. Paga entre 2,1 e 1,6 meses por ano de trabalho, num máximo de cinco anos.

  • A administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) reúne-se hoje à tarde com os representantes dos trabalhadores, em reuniões pedidas pelo próprio banco público que, segundo fontes sindicais, deverá servir para comunicar um programa de rescisões.

  • Não se entende o racional da venda da rede da CGD em Espanha.

  • Em 2012, a CGD equacionou a venda da sua sucursal espanhola ao Liberbank, que está agora sob pressão dos investidores, no dia seguinte ao resgate do banco Popular pelo Santander.