PEV

Jovens ecologistas em acampamento

Iniciativa centra-se na protecção da floresta
Foto
Nuno Ferreira Santos

Os jovens ecologistas do PEV marcaram, este ano, o seu acampamento de final do Verão para Penacova, de 30 de Agosto a 2 de Setembro. O acampamento da Ecolojovem será centrado na discussão do ordenamento florestal e da protecção da floresta, disse ao PÚBLICO a dirigente Beatriz Goulart.

Atingiu o seu limite de artigos

A liberdade precisa do jornalismo. Precisa da sua escolha.

Não deixe que as grandes questões da sociedade portuguesa lhe passem ao lado. Registe-se e aceda a mais artigos ou assine e tenha o PÚBLICO todo, com um pagamento mensal. Pense bem, pense Público.

No dia 31, os 30 jovens irão fazer uma caminhada pelas zonas de Penacova que arderam no ano passado para saberem o que se está a fazer para as recuperar e, de volta ao acampamento nas margens do Mondego, haverá uma conversa sobre estilos alimentares, com enfoque nas opções ambientalmente sustentáveis e saudáveis. No domingo, dia 2, os jovens irão participar na feira mensal da Espinheira, na freguesia de Sazes do Lorvão, para distribuir à população as propostas dos Verdes sobre combate aos incêndios e discutir os constrangimentos que o desordenamento do território, em especial da floresta, podem provocar no combate ao fogo, descreve a activista da Ecolojovem.

O acampamento não contará, desta vez, com a presença de líderes nacionais do partido nem com as intervenções dos deputados à Assembleia da República, uma vez que o PEV tem já marcada para Novembro (dias 17 e 18) a sua 14ª convenção – o congresso do partido.

O PAN, que durante o mês de Agosto continuará a sua batalha contra as touradas, não tem qualquer evento específico para marcar o arranque do trabalho depois das férias. Mas irá participar na Marcha Mundial do Clima, a 8 de Setembro, que tem concentrações marcadas para as 17h em Lisboa, Porto e Faro, disse ao PÚBLICO fonte do partido.