Internet

O desafio Kiki tem corrido o mundo, mas já causou acidentes

Começou com uma pequena coreografia de um comediante e espalhou-se pelo mundo. Há quem salte de carros em andamento pelo desafio.
Foto
Youtube, Drake

A canção lançada por Drake no final de Junho, In My Feelings, desencadeou um fenómeno internacional, semelhante a outros como o Harlem Shake ou o Mannequin  Challenge. Tudo começou com um comediante, conhecido como Shiggy, que publicou um vídeo no Instagram com uma coreografia tão contagiante quanto a música e, de repente, dezenas de pessoas estavam a reproduzir a dança, mas com uma variante: fazem-no a saltar de carros em andamento.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

Já foi registada uma série de acidentes e as autoridades de vários países alertam para o perigo do desafio – conhecido por uns como Kiki e outros como Keke challenge – inclusive proibindo-o como aconteceu na Arábia Saudita e no Egipto.

Entre as dezenas e dezenas de pessoas que se juntaram ao movimento, estão alguns nomes conhecidos como Will Smith ou Dua Lipa. Mas se a cantora britânica decidiu fazê-lo no conforto e segurança do seu lar, o actor levou o desafio para a rua, trepando uma ponte em Budapeste. “É impossível que isto seja legal”, reconhece para a câmara durante a subida. Também a cantora Ciara se juntou à festa, dançando com o marido,o jogador de futebol americano Russell Wilson, durante a lua-de-mel, na África do Sul.

Houve quem acrescentasse alguma criatividade ao desafio, como o grupo de dentistas, que em vez de abandonar um carro, interromperam as respectivas consultas; ou os dois agricultores na Índia que filmaram a coreografia num arrozal ao lado de um carro de bois – este vídeo foi dos mais partilhados até ao momento e tem mais de 180 mil visualizações no Instagram. Também há versões do desafio com animais.

Na semana passada, Drake lançou o videoclip de In  My Feelings, que inclui referências ao desafio que tem corrido o mundo. Além de interpretarem os passos de dança, no final, aparece uma montagem com clips de algumas pessoas que já fizeram o desafio.

Os acidentes acontecem

Entretanto, já foram registados vários acidentes – sobretudo com aqueles que fazem o desafio com o carro em andamento. Há vídeos de pessoas a cair ao sair da viatura, a chocar contra objectos, a serem pisadas pela roda ou a não conseguirem voltar a entrar no automóvel.

Por exemplo, segundo o New York Post, uma jovem de 18 anos do Iowa, EUA, deu entrada nos cuidados intensivos com a cabeça partida e uma hemorragia no cérebro por ter tropeçado e batido com a cabeça ao sair do carro, numa rotunda. “Tenham mais cuidado com os desafios e modas que andam por aí”, avisou a rapariga, depois de ter alta. “Pode parecer divertido e fácil, mas ao mesmo tempo pode ser perigoso”, reconheceu, citada pelo jornal norte-americano.

É essa a mensagem que as autoridades de vários países têm procurado passar. “Não é apenas um risco para si, mas o seu acto pode colocar em risco a vida de outros também. Desista desta inutilidade pública ou enfrente a música”, escreveu a polícia de Mumbai no Twitter, com algum sentido de humor.

Nos EUA, o National Transportation Safety Board usou também as redes sociais para avisar que a distracção “é perigosa e pode ser fatal”. Em Espanha, a polícia da Catalunha avisou que a segurança rodoviária “não é um jogo” e lembrou que comportamentos como tirar o cinto de segurança em circulação, conduzir sem prestar atenção e colocar em risco terceiros podem resultar em “denúncia”.

De acordo com o Hurriyet Daily News, a cantora e actriz turca Hulya Avsar – que publicou um vídeo no Instagram a fazer o desafio – será multada por “pôr em perigo a circulação”. O Washington Post escreve que em Abu Dhabi o Ministério Público pediu a detenção de três personalidades das redes sociais por colocarem terceiros em risco.