Ilustração

Ilustradora Yuxing Li vence Prémio Ilustrarte 2018

A jovem ilustradora, de Hamburgo, conquistou o principal prémio da bienal com as ilustrações de Today i'm off, um livro feito em contexto escolar, sobre lazer e trabalho, inédito em Portugal.
Foto
A ilustradora alemã Yuxing Li venceu o Prémio Ilustrarte 2018 Yuxing Li

A ilustradora alemã Yuxing Li venceu o Prémio Ilustrarte 2018, no âmbito da Bienal Internacional de Ilustração para a Infância que é inaugurada no dia 25, no Centro de Cultura Contemporânea em Castelo Branco, revelou a organização.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

A jovem ilustradora, de Hamburgo, conquistou o principal prémio da bienal com as ilustrações de Today i'm off, um livro feito em contexto escolar, sobre lazer e trabalho, inédito em Portugal.

Criada em 2003, a bienal Ilustrarte consiste numa exposição que se propõe mostrar uma selecção da mais recente produção de ilustração internacional, com 50 ilustradores de todo o mundo. É ainda atribuído um grande prémio, escolhido por um júri entre os autores seleccionados.

Além de Yuxing Li, foram ainda atribuídas menções especiais à autora portuguesa Carolina Celas, ao mexicano David Alvarez e à espanhola Cinta Arribas.

Nesta edição a Ilustrarte muda-se para o recente Centro de Cultura Contemporânea, em Castelo Branco, onde ficará a exposição central, depois de ter estado, em edições anteriores, no Barreiro e em Lisboa.

Este ano, os 50 ilustradores presentes na exposição foram escolhidos entre cerca de 3.000 de 105 países, que enviaram candidaturas para a bienal.

Entre os 50 seleccionados, além de Carolina Celas, contam-se Fátima Afonso, Prémio Nacional de Ilustração em 2017, Joana Rosa Bragança, Inês Machado, Jaime Ferraz, Bruno Santos.

A autora belga Isabelle Vandenabeele, que venceu o Prémio Ilustrarte em 2010, a venezuelana Cristina Sitja Rubio, o espanhol Joan Negrescolor, o canadiano Pierre Pratt - radicado em Portugal -, a italiana Anna Forlati e a japonesa Yoshiko Hada também vão integrar a mostra.

Nesta edição da Ilustrarte, o júri foi composto por Violeta Lópiz (Prémio Ilustrarte 2016), pelo autor e editor André Letria, pela curadora Jenny He, pelo autor Mauro Evangelista e pela ilustradora Ingrid Godon, à qual será dedicada uma exposição paralela na bienal.

A cumprir a oitava edição, a Ilustrarte - Bienal Internacional de Ilustração para a Infância é comissariada por Eduardo Filipe e Ju Godinho.

O Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco, da autoria do arquitecto catalão Josep Lluis Mateo, foi inaugurado em 2013.