Marques Guedes e Poiares Maduro no lugar de Miguel Relvas

Presidência da República e gabinete de Passos Coelho confirmam mudança no Governo. Posse será sábado, dia 13, às 12h.

Marques Guedes ocupa lugar de Relvas

Luís Marques Guedes, actual secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, vai substituir Miguel Relvas na pasta dos Assuntos Parlamentares. Miguel Poiares Maduro é nomeado ministro adjunto, com tutela da comunicação social e autarquias.

O cargo de ministro adjunto é separado da pasta dos Assuntos Parlamentares e será ocupado por Miguel Poiares Maduro, que assume a pasta de ministro adjunto e do Desenvolvimento Regional.

De acordo com um comunicado do gabinete do primeiro-ministro, Miguel Poiares Maduro assume a pasta de ministro adjunto e do Desenvolvimento Regional, tendo a seu cargo a tutela da comunicação social, do desenvolvimento regional e das autarquias locais.

Luís Marques Guedes recebe a pasta de ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares e vai tutelar a Presidência do Conselho de Ministros, os Assuntos Parlamentares e a Juventude e o Desporto.

Ainda esta quinta-feira ao início da tarde, durante a conferência de imprensa no final do Conselho de Ministros, quando questionado pelos jornalistas sobre o andamento da remodelação governamental, Luís Marques Guedes afirmou que o assunto não fora debatido no encontro ministerial.

O ainda secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros não se cansou de repetir que essa era uma questão da "exclusiva responsabilidade do primeiro-ministro e do Presidente da República, e não do Conselho de Ministros". E recusava entrar em pormenores sobre um eventual convite a si próprio para o cargo de ministro.

"Atempadamente, depois de o assunto ser concertado entre ambos, será do conhecimento dos portugueses", prometia Marques Guedes.

Acabou por ser decidido na reunião semanal entre Passos Coelho e Cavaco Silva, que decorreu pelas 18h. O primeiro-ministro propôs a exoneração de Miguel Relvas e de António Almeida Henriques, que o Presidente aceitou. Almeida Henriques deixou a secretaria de Estado da Economia e do Desenvolvimento Regional para se candidatar à presidência da Câmara de Viseu pelo PSD. Algumas das suas pastas já tinham sido assumidas pelos outros secretários de Estado do gabinete de Álvaro Santos Pereira e até pelo próprio ministro.

Tudo indica que os secretários de Estado de Miguel Relvas sejam reconduzidos, sendo repartidos entre os dois ministérios agora autonomizados.

A posse está marcada para o próximo sábado, às 12h, no Palácio de Belém, nas vésperas de Cavaco Silva partir para a visita à Colômbia e Peru.

 Poiares Maduro, o académico
O novo ministro adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, é actualmente director do Global Governance Programme e é professor de Direito no Instituto Universitário Europeu, em Florença, sendo também professor convidado da Yale Law School.

De acordo com informação do gabinete do primeiro-ministro, do currículo de Poiares Maduro constam passagens pelo Tribunal Europeu de Justiça como advogado geral (entre 2003 e 2009), pela Harvard Law School, doutor em Direito pela European University Institute, onde ganhou o prémio Obiettivo Europa pela melhor tese de doutoramento no instituto naquele ano.

Foi docente em diversas universidades, como a Católica e a Nova de Lisboa, e no Instituto de Estudos Europeus de Macau, mas também no College of Europe, London School of Economics, Chicago Law School, Centro de Estudios Políticos y Constitucionales e Instituto Ortega y Gasset. E tem uma extensa lista de obras publicadas, sobretudo  em direito constitucional e europeu.

Recentemente integrou o Grupo de Alto Nível da Comissão Europeia sobre o Pluralismo dos Media e a Liberdade de Informação. E pertenceu à comissão política de candidatura de Cavaco Silva às últimas eleições presidenciais.

É comendador da Ordem de Santiago da Espada (2006) por mérito literário, científico e artístico e em 2010 recebeu o Prémio Gulbenkian de Ciência.

 Marques Guedes, o político
Boa parte da pasta que agora Luís Marques Guedes assume já é sua bem conhecida. Licenciado em Direito, o ainda secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros é jurista de profissão. Antes de passar para o Governo, foi sucessivamente deputado desde 1995, tendo chegado a assumir a cadeira de líder da bancada social-democrata.

É a primeira vez que chega a ministro, mas já foi secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro do terceiro Governo de Cavaco Silva e, no mesmo executivo, também foi seu subsecretário de Estado adjunto, na sequência de uma remodelação governamental.

Em termos autárquicos, foi vice-presidente da Câmara de Cascais, sendo responsável pelos pelouros jurídico, da Polícia Municipal e Protecção Cívil.

Foi ainda presidente do Instituto da Juventude.

 

 
 
 
 

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues