• O PÚBLICO falou com um homem gay de 31 anos que adoeceu em Janeiro e esteve internado, com hepatite A. Toma drogas e participa em encontros onde tem “muitos parceiros de uma só vez”.

  • Portugal já registava esta quarta-feira 115 casos e Lisboa e Vale do Tejo é a região com mais infecções notificadas, mas também há casos em Coimbra, Porto, Setúbal e Algarve. Direcção-Geral da Saúde diz agora que não há relação com o chemsex.

  • Mais de cem casos diagnosticados na região de Lisboa e Vale do Tejo desde Janeiro. Surto estará relacionado com "chemsex", "actividade sexual potenciada por substâncias químicas", diz a DGS.

  • Inquérito diz que mulheres ainda associam este cancro a elevada mortalidade e a factores hereditários. Mas a predisposição genética só explica 10% a 15% dos casos. Das inquiridas, 72% já fizeram mamografia.