Telemóveis

Novo Huawei foca-se na imagem e traz câmara tripla

A marca chinesa apresentou os novos modelos P20 e P20 Pro, com os quais aposta em tecnologia de inteligência artificial. Os preços para Portugal já são conhecidos.
Fotogaleria

O novo smartphone topo de gama da Huawei foi apresentado nesta terça-feira no Grand Palais, em Paris, num evento que confirmou a informação que já circulava na Internet: o novo P20 Pro tem três câmaras que conseguem um desempenho, diz a empresa, em tudo idêntica à das câmaras profissionais. A ambição já dura há dois anos, quando a marca chinesa apresentou o P9, o primeiro com dupla câmara, desenvolvida em parceira com a Leica. Em 2018, a Huawei anuncia que conseguiu, com a ajuda de inteligência artificial, dar um passo em frente.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

A tecnologia de inteligência artificial no aparelho é capaz de reconhecer mais de 500 cenários (animais, comida, natureza, etc.) e ajustar automaticamente características tais como o brilho, exposição e contraste. Na câmara das selfies, a Huawei acrescenta a tecnologia de reconhecimento 3D, para aumentar a beleza do retrato, que nestes novos modelos apresentam diferentes filtros de luz e foco, em tudo idênticos ao que já se conhece dos últimos modelos da concorrência (a Samsung lançou o S9 e o S9+ em Fevereiro, a Apple apresentou o iPhone X em Setembro).

As grandes marcas seguem as pisadas umas das outras, e apostam na inteligência artificial, que nos modelos P20 dá suporte a muitas outras funcionalidades: a estabilização da imagem, a gestão da bateria e a redução do ruído nas chamadas de voz.

Em declarações ao PÚBLICO, Tiago Flores, director de vendas da Huawei Portugal, considerou que os P20 representam “uma nova era na indústria da mobilidade: a dos chamados intelligence phones [telefones de inteligência]”. Dá um exemplo: “Normalmente, quando fotografamos uma paisagem, a linha do horizonte nunca é captada direita, mas estes modelos assistidos por inteligência artificial conseguem automaticamente alinhar a linha do horizonte.”

A imagem é o foco central do P20, um smartphone que, em modo automático, consegue captar “aquilo que os olhos não vêem”, segundo as palavras de Richard Yo, director geral da Huawei, que reforçam a campanha “See Mooore” (os três “o” são uma alusão às três câmaras do modelo Pro).

O P20, com 4GB de RAM e 128GB de armazenamento, já está à venda por 699 euros; o modelo P20 Pro, com 6GB de RAM e 128GB de memória só chega às lojas no dia 6 de Abril e vai custar 899 euros. Foram também apresentadas duas versões de luxo em parceria com a Porsche, com preços a condizer: 1695 e 2095 euros.

O Público viajou a convite da Huawei