O poder em Angola precisa de sangue novo

Em finais de Março, o PÚBLICO entrevistou Luaty Beirão em Luanda a propósito dos 40 anos de independência de Angola. Nesta conversa - que agora publicamos quando o rapper e activista está em greve de fome desde 21 de Setembro - ele defende a renovação política no país. Filho de um homem próximo do regime, João Beirão, que faleceu em 2006, Luaty foi preso a 20 de Junho com um grupo de activistas que estava reunido a discutir política nacional. Está detido, com outros 14 elementos, sob a acusação de conspiração contra o Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

Versão texto: “Basta. Têm que se ir embora. É preciso uma ruptura em Angola”

Artigos relacionados

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.