"As demissões têm muitas vezes consequências perversas"

Pedro Nuno Santos admite que este é "o momento mais difícil" deste Governo. E que o Partido Socialista fez um "focus group" medindo a imagem do Executivo. Mas não se devem misturar incêndios e Tancos, alerta o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares. "Nem fazer rolar cabeças".

Artigos relacionados

Comentários

Comentar

Caracteres restantes: