Liga Europa

"Temos de fazer um grande jogo", alerta Abel Ferreira

Treinador do Sp. Braga quer provar em campo o favoritismo diante do Zorya, na pré-eliminatória da Liga Europa.
Foto
LUSA/HUGO DELGADO

Abel Ferreira e Ricardo Horta confiam que o Sporting de Braga tem qualidade para passar ao play-off da Liga Europa de futebol, mas o técnico quer que a superioridade seja demonstrada dentro de campo. Os minhotos empataram 1-1 na primeira mão da terceira pré-eliminatória, na Ucrânia, frente ao Zorya, e procuram garantir na quinta-feira, em casa (20h30), o acesso à fase seguinte.

Atingiu o seu limite de artigos gratuitos

"Temos de fazer um grande jogo, temos um conhecimento ainda maior do nosso adversário, mas, acima de tudo, estou convicto das nossas capacidades. Jogamos em casa e o nosso objectivo é sempre jogar para vencer, do primeiro até ao último segundo", afirmou o treinador dos minhotos, na conferência de imprensa de antevisão da partida.

Questionado sobre se o Sporting de Braga é superior ao Zorya, Abel Ferreira disse que gosta que os seus jogadores "falem dentro de campo", mas admitiu ser "inegável" que os minhotos estão em vantagem face ao empate a um golo obtido na Ucrânia. "Temos de saber conviver com os momentos de adversidade como no último jogo [Nacional], assim como, se marcarmos cedo, temos de manter o foco nas nossas tarefas e saber gerir as emoções e o lado mental. Se assim for, e jogando bem, estamos mais perto de vencer", referiu o técnico.

Abel Ferreira quer um Sp. Braga "fiel" aos seus princípios de jogo, com uma entrada "forte e intensa, a ter bola, iniciativa de jogo, e a fazer golos", mas alertou para a importância de "um posicionamento defensivo muito forte" para fazer face "ao jogo mais vertical do adversário.

O técnico anunciou ainda a titularidade de Dyego Sousa, depois de ter marcado dois golos e feito uma assistência na vitória por 4-2 frente ao Nacional, no domingo, na primeira jornada da I Liga.

O extremo Ricardo Horta, melhor marcador da equipa neste início de época (três golos, dois frente ao Nacional e um ao Zorya), disse que a equipa está avisada para "o jogo muito direto, de muitas segundas bolas e transições" do adversário, mas mostrou confiança e considerou que o Sporting de Braga tem "qualidade" suficiente para vencer os ucranianos.

"O Zorya é uma equipa muito competitiva e forte nos duelos, mas nós também temos os nossos pontos fortes e, certamente, vamos passar esta eliminatória", disse.

Sobre o bom arranque da equipa, notou que "ainda vai melhorar em muita coisa" e considerou que "o segredo é a união do grupo, que não desiste em momento algum estando a perder ou a ganhar: somos uma verdadeira família". "Se sou uma referência? Trabalho sempre para ajudar a equipa, estou a ser recompensado pelos golos que tenho feito, mas trabalho para ajudar e é isso que vou continuar a fazer", sublinhou.

Questionado sobre a possibilidade de o Sporting de Braga ser campeão nacional, Ricardo Horta disse que "todos os jogadores e o 'staff' do clube têm esse sonho, já assumido pelo presidente". "Sabemos que é difícil, mas estamos a trabalhar nesse sentido e a cada dia estamos mais perto desse sonho que o presidente tem", frisou.