Ao minuto: Cristiano Ronaldo chorou ao receber a Bola de Ouro 2013

Acompanhe ao minuto a cerimónia de entrega do prémio.

Em que mãos vai ficar o troféu? Fabrice Coffrini/AFP

Cristiano Ronaldo, Franck Ribéry ou Lionel Messi: um deles será o distinguido com a Bola de Ouro 2013, o galardão da FIFA para o melhor jogador do mundo no ano que passou. A cerimónia decorre em Zurique, na Suíça. Acompanhe todos os detalhes ao minuto.

Encerramos aqui este acompanhamento ao minuto. Foi o prazer ter a sua companhia. Até uma próxima ocasião.

E assim se conclui um grande dia para Cristiano Ronaldo. Se está com vontade de recordar alguns dos melhores momentos do internacional português, porque não vai até http://www.goronaldo.com, um site onde pode ver todos os golos de Cristiano Ronaldo de forma interactiva?

Cristiano Ronaldo já tem um segundo prémio de melhor jogador do mundo. Junta o relativo a 2013 àquele que conquistou em 2008. São três os portugueses que já conquistaram este galardão: para além de Cristiano Ronaldo, também foram eleitos Luís Figo e Eusébio.

“Obrigado a todos os meus companheiros, a toda a minha família aqui presente. É um orgulho enorme. Tenho de mencionar o nome do Eusébio e do ‘Madiba’ [Nelson Mandela]. A minha mãe e o meu filho”, diz Cristiano Ronaldo em lágrimas. O internacional português mostrou-se muito emocionado.

Ronaldo chora no palco, a mãe chora na plateia.

CRISTIANO RONALDO CONQUISTA A BOLA DE OURO 2013!

O presidente da UEFA, Michel Platini, e Pelé vão ao palco fazer o anúncio.

Revemos uns videozinhos sobre os três candidatos. Que, caso se tenha esquecido, são Cristiano Ronaldo, Lionel Messi e Franck Ribéry.

Agora sim! Será? Não há muito mais que a FIFA possa inventar para adiar a revelação...

A FIFA também já tornou públicas as percentagens de votos dos golos candidatos ao prémio Puskas, conquistado por Ibrahimovic com 48,7% das preferências. Matic, do Benfica, ficou na segunda posição com 30,8% dos votos e Neymar foi último com 20,5%.

Nadine Angerer, a guarda-redes da selecção alemã, é a premiada!

Parece que, quase uma hora e meia depois, está a chegar o momento pelo qual toda a gente espera. Mas antes disso vamos ter o galardão para a melhor jogadora do mundo em 2013. Nadine Angerer (Alemanha), Marta (Brasil) e Abby Wambach (EUA) são as candidatas.

Lá está Edson Arantes do Nascimento... Pelé recebe a Bola de Ouro – prémio de honra. Uma distinção para o prodígio brasileiro que foi três vezes campeão do mundo (1958, 1962 e 1970). Pelé está em lágrimas. Recebe um prémio quando ainda não existia quando jogava.

E quando todos julgávamos que ia ser entregue a Bola de Ouro... A FIFA vai entregar um novo prémio, uma espécie de Bola de Ouro honorária. Ora adivinhem a quem vai ser entregue? Blatter já está no palco, Pelé há-de estar a encaminhar-se para lá a qualquer instante.

Ibrahimovic foi ao palco, recebeu o prémio, disse duas palavras e saiu. Igual a si próprio. E já está a ser apresentado o último dos finalistas à Bola de Ouro 2013. Ainda se lembra do nome dele? É Franck Ribéry.

O vencedor é Zlatan Ibrahimovic. É um grande golo do internacional sueco: um pontapé “de bicicleta” de fora da área. Para ver e rever.

Agora sim, vai ser anunciado o golo ano ano. Matic, Neymar e Ibrahimovic são os candidatos...

Lá vai o galardão para as mãos da Federação afegã de futebol! Se é leitor assíduo do Planisférico (e sabemos que é) saberá que já em duas ocasiões a rubrica se debruçou sobre o futebol no Afeganistão: Esta e esta.

Ainda estão todos acordados? É que agora vai ser entregue o prémio fair-play da FIFA. O entusiasmo não se aguenta.

Está visto mais um vídeo e agora Pelé sobe ao palco. É altura do segredo mais mal guardado da cerimónia.

Dados disponibilizados pela FIFA permitem-nos ver que Cristiano Ronaldo, enquanto capitão da selecção portuguesa, votou em Alex Ferguson para melhor treinador do mundo em 2013. Já Paulo Bento votou em Jupp Heynckes.

E depois de um interlúdio, com o que é que a FIFA nos presenteia? Outro interlúdio! Desta vez, musical...

Messi escolheu uma roupa discreta para levar à cerimónia. Ora descubra-o lá na foto...

Novo interlúdio na cerimónia para apresentar outro finalista da Bola de Ouro: Lionel Messi.

Sem surpresas, Jupp Heynckes é o distinguido. Só porque ganhou tudo o que havia para ganhar.

Sem perder tempo, aqui vamos nós para o prémio de melhor treinador do ano. Jupp Heynckes (Bayern), Alex Ferguson (Manchester United) e Jürgen Klopp (Borussia Dortmund), quem será o escolhido?

O galardão vai para Silvia Neid, que já tinha ganho em 2010. Foi campeã europeia pela Alemanha.

Grande FIFA! Deu um cheirinho de Bola de Ouro com a apresentação de Cristiano Ronaldo e agora vai entregar o prémio para o melhor treinador do mundo no futebol feminino. Há um candidato, Ralf Kellermann (Wolfsburgo), e duas candidatas: Silvia Neid (Alemanha) e Pia Sundhage (Suécia). O seleccionador de Inglaterra, Roy Hodgson, entrega o prémio.

E agora são apresentados os três finalistas da Bola de Ouro 2013: o primeiro é Cristiano Ronaldo, com grande destaque para a exibição do internacional português no play-off de acesso ao Mundial 2014, frente à Suécia. Ronaldo fez quatro golos nos dois jogos.

Momento sentimental em Zurique: imagens de homenagem a Eusébio.

Imaginemos que o Brasil vai à final... Neymar lá confessa que sonhava enfrentar a Argentina. Ronaldo “Fenómeno” diz que a final perfeita seria Brasil-Alemanha “porque 2002 foi uma grande final e os alemães querem vingança. Mas em casa o Brasil poderia reconfirmar esse título”. Adriana Lima arranca aplausos à sala ao dizer que quer um Brasil-Suíça.

Temos agora um apontamento de promoção ao Mundial 2014, no Brasil. Um videozinho (mais um) e a supermodelo brasileira Adriana Lima. Também lá está o secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, Ronaldo “Fenómeno” e Neymar.

É Blatter quem o entrega e o galardão vai para o belga Jacques Rogge, que até há poucos meses era o presidente do Comité Olímpico Internacional.

Não se levantem das vossas cadeiras. Vai ser entregue o prémio presidencial da FIFA.

Recordamos então: Neuer, Lahm, Sergio Ramos, Thiago Silva, Dani Alves, Iniesta, Xavi, Ribéry, Cristiano Ronaldo, Ibrahimovic e Messi. Concorda com a escolha?

E no ataque... Cristiano Ronaldo (Real Madrid), Zlatan Ibrahimovic (Paris Saint-Germain) e Lionel Messi (Barcelona).

Sigamos para o meio-campo: Andrés Iniesta (Barcelona), Xavi Hernández (Barcelona) e Franck Ribéry (Bayern Munique).

O primeiro anúncio em Zurique é então do “onze” ideal de 2013. Na baliza, Manuel Neuer do Bayern Munique. A defesa é formada por Philipp Lahm (Bayern), Sergio Ramos (Real Madrid), Thiago Silva (Paris Saint-Germain), Daniel Alves (Barcelona).

Ou então não... Foi só uma apresentação dos três golos candidatos. Obrigadinho, FIFA.

O prémio Puskas será o primeiro a ser entregue...

Os apresentadores da cerimónia são Fernanda Lima e Ruud Gullit.

Agora sim, a cerimónia vai começar. Apertem os cintos de segurança, aqui vamos nós...

E, numa notícia totalmente lateral, o comité de emergência da FIFA deu autorização que os clubes e selecções do Kosovo disputem partidas oficiais com federações que fazem parte do organismo que tutela o futebol mundial. Esta notícia fará as delícias dos adeptos mais empedernidos da rubrica Planisférico, que semanalmente lhe conta histórias sobre futebol à volta do mundo.

Daqui a minutos a FIFA vai começar a brindar-nos com vídeos intermináveis para fazer render o peixe e manter presos à televisão os milhões que estão a acompanhar a cerimónia. Enquanto isso não acontece, lembramos só que Jupp Heynckes (Bayern), Alex Ferguson (Manchester United) e Jürgen Klopp (Borussia Dortmund) são os nomeados para melhor treinador do mundo, enquanto no sector feminino são Ralf Kellermann (Wolfsburgo), Silvia Neid (Alemanha) e Pia Sundhage (Suécia). Esta última deu uma entrevista a Tiago Pimentel no final de 2013 que pode recordar aqui.

Muitos nervos desse lado? Pois Cristiano Ronaldo deve ser o homem mais relaxado do mundo. Na conferência de imprensa que deu ao início da tarde, ao lado de Lionel Messi e Franck Ribéry, o futebolista português não mostrou qualquer sinal de ansiedade.

E enquanto a coisa não começa... Porque não recordar os três candidatos ao prémio Puskas, para o melhor golo do ano? Um deles é do sérvio Matic, jogador do Benfica, apontado num encontro em casa frente ao FC Porto.

Faltam pouco menos de 30 minutos para o início da cerimónia. Recordamos só que o vencedor da Bola de Ouro é escolhido com os votos dos treinadores e capitães de equipas das selecções mundiais e de um grupo de jornalistas especializados em futebol.

Toda a gente está convencida que Cristiano Ronaldo vai ganhar. E tanto assim é que o internacional inglês Rio Ferdinand, ex-companheiro do futebolista português no Manchester United, prometeu no Twitter que vai correr nu pela rua se Ronaldo não for o premiado.

Mas se quisermos olhar para os números eles são os seguintes: no ano 2013 Cristiano Ronaldo marcou nada menos do que 69 golos (a que juntou 16 assistências para golo). É um registo que deixa os rivais desta segunda-feira a anos-luz. Lionel Messi marcou 45 vezes e fez 14 assistências e Franck Ribéry apontou 23 golos e deu 22 assistências. O português foi o goleador do ano, está visto. O problema é que não ganhou troféus, enquanto Messi conquistou dois títulos e Ribéry cinco – o francês venceu tudo o que havia para vencer ao serviço do Bayern Munique. Mas é a velha história: a Bola de Ouro é um prémio individual, logo...

Após quatro anos consecutivos a ver Lionel Messi levar a Bola de Ouro para casa, Cristiano Ronaldo é visto como favorito. O internacional português vai participar na gala da FIFA, o que alguns interpretam como um sinal de que irá ganhar. Mesmo depois de se ter especulado acerca da sua presença devido ao famoso episódio protagonizado por Joseph Blatter.

E Mário Almeida conta-nos a história do troféu que distingue aquele que é considerado o melhor futebolista de cada ano: Bola de Ouro aos 41 anos

A verdade verdadinha é que ainda falta muito tempo para o início da cerimónia (então para a entrega do prémio propriamente dita...) Se está com tempo, porque não dá uma vista de olhos no texto que Manuel Assunção assina na edição desta segunda-feira no PÚBLICO? O favorito Cristiano Ronaldo sabe hoje se ganha a sua segunda Bola de Ouro

Pelé, que surge ao lado de Blatter na foto, descaiu-se com detalhes da cerimónia: admitiu que vai receber uma Bola de Ouro honorária – porque quando jogava o prémio ainda não existia. Pelé também confessou que espera ver Cristiano Ronaldo a ser o distinguido.

Eis o nosso anfitrião. E não, o patrão do futebol mundial não é o homem que foi jogador de futebol.

Para além da Bola de Ouro, serão entregues em Zurique vários outros prémios: o de melhor jogadora do mundo, o de melhor treinador e treinadora do mundo, o prémio presidencial, o prémio fair-play, o prémio Puskas (para o golo mais bonito do ano)... Ninguém aguenta tantas dúvidas.

Boa tarde e bem-vindos ao acompanhamento ao minuto que o PÚBLICO vai fazer da cerimónia de entrega da Bola de Ouro 2013. Se este tema o tem trazido angustiado, junte-se a nós e fique a saber quem leva o troféu para casa. Será Cristiano Ronaldo? Será Franck Ribéry? Será Lionel Messi?

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.

Nos Blogues