Artigos deste autor

  • Enquanto o poder político europeu não entender que a luta anti-terrorista passa pela repressão preventiva nos seus diversos planos, as sociedades europeias continuarão reféns das agendas daqueles que as pretendem destruir.

  • O recente episódio que envolveu um grupo de cidadãos sírios, aparentemente refugiados, provenientes da Guiné-Bissau veio recolocar na agenda política o fracasso internacional da viabilização enquanto “Estado” daquele pequeno território na costa ocidental africana.