Artigos deste autor

  • Começamos o ano acabrunhados. A eleição de Trump, o 'Brexit', as vagas de refugiados, as imagens de destruição na Síria, os ataques terroristas... Que esperar do futuro? Falámos com pessoas da Filosofia, do teatro, da academia, da política. Pedimos que nos ajudassem a ler o mundo em que vivemos.

  • O Troubleyn celebrou 30 anos. O Troubleyn é o corpo de Jan Fabre em palco, na dança, no teatro, na performance. Jorge Molder e Julião Sarmento são dois portugueses com uma relação de trabalho com Fabre.

  • Luís Pinto Coelho, diplomata, professor catedrático, pai de família, renunciou a tudo por uma mulher 19 anos mais nova. A neta, a jornalista Sofia Pinto Coelho, escreveu um livro a contar a sua história. Entrevista de Anabela Mota Ribeiro.

  • Houve um tempo em que Eva Raimann Cabral e a sua família foram refugiados. As circunstâncias eram outras, diferentes daquelas que se vivem actualmente na Europa. Os elementos comuns: a ameaça, a perda, o desmembramento. Esta é a história da diáspora de uma família judia, perseguida pelo nazismo.

  • João Dória Nóbrega está a dois dias de fazer 81 anos. É obstetra. Na medicina privada fez quase 2 mil partos. Na Maternidade Alfredo da Costa, onde trabalhou cerca de 30 anos, são incontáveis. É uma das pessoas que podem contar na primeira pessoa a história do planeamento familiar em Portugal.

  • Isabel Lindim é filha de Isabel do Carmo. Desde sempre é a “Bli”. Nasceu no começo de 1972, quando a mãe já era médica endocrinologista e fundadora das Brigadas Revolucionárias. Hoje, quando olha para as fotografias do Verão Quente de 75, vê na cara da mãe a preocupação.