Bagão Félix: “Fiquei com 'uma marca' junto da banca”

Bagão Félix foi o ministro das Finanças do primeiro-ministro Pedro Santana Lopes e viveu por dentro os dias em que o então Presidente da República, Jorge Sampaio, decidiu dissolver a Assembleia da República e convocar eleições legislativas. Tudo aconteceu numa terça-feira, estávamos a 30 de Novembro de 2004. Mas os dias mais marcantes para o economista ocorreram semanas antes. Como é habitual, o Orçamento do Estado para 2005 foi apresentado a 15 de Outubro e foi essa proposta de Orçamento que Bagão Félix diz que lhe deixou “uma marca” junto da banca que nunca desapareceu.

Artigos relacionados

  • A proposta de Orçamento para 2005 fez com que a banca marcasse Bagão Félix. O fim dos benefícios aos PPR levou todos os banqueiros a uma reunião com o primeiro-ministro na qual Bagão era para não ter estado, mas esteve.

Comentários

Comentar

Caracteres restantes: