Alimentação na Cidade

Já existem sinais de mudança – e, como numa das nossas histórias, até o “jardineiro do rei” se transformou em “humilde agricultor”. Se muitos dos nossos alimentos continuam a vir de longe, há outros que começam a vir de perto, da horta que vemos da janela do prédio. O futuro passará por cidades mais “comestíveis”?