• Governo português aderiu a iniciativa que exige que as gigantes digitais paguem impostos nos vários países europeus. Cerca de 5,4 mil milhões de euros seriam devidos por três anos de actividade.

  • Responsáveis das Finanças dos quatros países propõem “harmonização fiscal” sobre as multinacionais tecnológicas, para que sejam tributadas à medida da facturação que realizam na Europa. Uma espécie de “taxa de internet”

  • O objectivo é combater o défice de profissionais formados em tecnologia. Além da União Europeia, as vagas também se destinam a cidadãos do Egipto, Israel, Rússia e Turquia.

  • Um ex-funcionário da empresa norte-americana defendeu que os homens estão mais preparados à nascença para trabalhar com computadores, e que é por isso que há poucas mulheres ao seu lado. Foi despedido e tornou-se num herói da alt-right.