Odebrecht interessada na privatização da EGF

Grupo brasileiro que detém a Bento Pedroso Construções quer diversificar negócios em Portugal.

Reversão do negócio faz parte da proposta de governo do PS. Fernando Veludo

A brasileira Odebrecht está interessada na privatização da Empresa Geral de Fomento (EGF), empresa da Águas de Portugal (AdP) para tratamento dos resíduos sólidos urbanos.

O Governo já recebeu diversas manifestações de interesse na EGF, entre elas, a da brasileira Oderbrecht, noticia o Diário Económico (DE).

O grupo brasileiro quer diversificar negócios em Portugal através de novas concessões ou pela aquisição de participações e já desenvolveu contactos para conhecer o universo de actuação e as potencialidades da EGF, refere o DE, citando fonte governamental.

O calendário do Governo prevê a conclusão da privatização da EGF ainda este ano, mas ainda aguarda a conclusão da avaliação da empresa, que está a cargo do Citigroup e do BIG. Uma análise preliminar da Roland Berger avaliou a EGF em 200 milhões de euros.

Comentários

Os comentários a este artigo estão fechados. Saiba porquê.