Com a área da estética, em geral, numa rota de ascensão, são os ditos procedimentos minimamente invasivos que mais rapidamente têm crescido.

  • Com a área da estética, em geral, numa rota de ascensão, são os ditos procedimentos minimamente invasivos que mais rapidamente têm crescido.

  • Portugal vai receber mais de 21 milhões de turistas durante este ano. “Fuja” de vez em quando para a região Centro, que bem necessitada está de um impulso de economia. E de vida.

  • Começou no século XIX e só terminou mais de cem anos depois. O último cachalote foi caçado nas águas dos Açores há 30 anos. Ao longo de dois anos, um realizador açoriano e um investigador lisboeta viajaram por todo o arquipélago para ouvir e gravar as histórias dos baleeiros que ainda restam.

  • O dicionário dá um exemplo que extravasa a ciência: “Isto é a ponta do icebergue: a fraude é muito maior.” Mas hoje não queremos falar da Galp, nem da Altice ou da PT, nem do SIRESP, nem das PPP, nem da banca, nem… nem…

  • Com o lema O melhor de cada um de nós, para os melhores de todos nós, cerca de 200 fotógrafos reúnem os seus trabalhos na exposição Uma Imagem Solidária. A 19 e 20, quem passar pela Fundação Portuguesa das Comunicações, em Lisboa, pode comprar estes trabalhos por um valor simbólico.

  • A história do Porto parece não ter segredos para Germano Silva, mas diz que nunca se viu como historiador. Antes como um contador de histórias. Começou a fazê-lo quando entrou para o jornalismo e continua a fazê-lo, mais de 60 anos depois.

  • Documentário sobre a relação entre a cultura da Nova Iorque dos anos 1970 e 80 e a indústria da moda chega à RTP2

  • A linguagem é um contínuo, que começa antes das palavras, se estende ao longo de toda a vida e é essencial às futuras aprendizagens da leitura e da escrita.

  • Os olhos do mundo estão virados para outro lado, mas o acordo de paz, assinado em Junho, não deu descanso às armas na República Centro-Africana. Na República dos Camarões, que acolhe o maior número de refugiados, o básico não está garantido nem para refugiados nem para quem os acolhe.