Don Juan de Serge Bozon: um obscuro objecto sobre o desejo

Não será o melhor filme de Serge Bozon, mas é um filme especial, profundamente singular, que merece bem toda a atenção que se lhe dê.

Foto
Este Don Juan é um pobre infeliz, são as mulheres que são fortes

Talvez uma das chaves para o Don Juan de Serge Bozon esteja num diálogo dito pela protagonista feminina, Virginie Efira, quando está a orientar actores ou candidatos a actores para uma representação do Don Juan de Molière. Diz ela que as perguntas normalmente feitas a propósito da personagem (“Porque seduz Don Juan compulsivamente?”, “porque é que as mulheres se deixam seduzir?”) pressupõem um antagonismo masculino/feminino, e a sedução como um jogo com vencedores ou derrotados. E que talvez se deva pensar nisso noutros termos, nem antagonismo nem jogo, ou tanto vencedores como derrotados, ou nem uma coisa nem outra.

Os leitores são a força e a vida do jornal

O contributo do PÚBLICO para a vida democrática e cívica do país reside na força da relação que estabelece com os seus leitores.Para continuar a ler este artigo assine o PÚBLICO.Ligue - nos através do 808 200 095 ou envie-nos um email para assinaturas.online@publico.pt.
Sugerir correcção
Comentar