Claros, cinzentos e escuros

Há indícios claros de descontrolo emocional, que levaram a uma reação desproporcionada em vez de focada no que haveria a fazer: avisar as autoridades de polícia para tomarem conta da ocorrência.

Ouça este artigo
--:--
--:--

O país tem-se divertido com uma bem conseguida intervenção do deputado Paulo Rios de Oliveira na Comissão Parlamentar de Inquérito da TAP (CPI) sobre o que se passou na noite do dia 26 abril no Ministério das Infraestruturas (MI). Não tendo o sentido de humor dele, vou optar por outro exercício, também importante numa altura em que muitos continuamos perplexos sobre os acontecimentos.

Os leitores são a força e a vida do jornal

O contributo do PÚBLICO para a vida democrática e cívica do país reside na força da relação que estabelece com os seus leitores.Para continuar a ler este artigo assine o PÚBLICO.Ligue - nos através do 808 200 095 ou envie-nos um email para assinaturas.online@publico.pt.