Desbravado o caminho de um toque agradável desde a pele até ao cérebro

Cientistas conseguiram identificar fibras nervosas sensoriais que estão na origem do caminho do toque prazeroso da pele até ao cérebro. A investigação foi feita em ratinhos.

Foto
Após um toque agradável, neurónios acabam por chegar à área tegmental ventral (a azul) Laboratório Abdus-Saboor/Instituto Zuckerman

Alguém nos dá um abraço acompanhado por um toque carinhoso. Sentimos o abraço e a carícia que o acompanha. Tudo começou pelo toque na pele que chegou posteriormente ao cérebro. Mas o que está por detrás desse caminho e como é que ele começa? Uma equipa de cientistas dos Estados Unidos tentou descortinar os bastidores desse percurso através de ratinhos. Acabou por desvendar a origem primordial desse toque num tipo de fibras nervosas sensoriais especializado. Este começo, tal como todo o itinerário desde pele até ao cérebro, é descrito num artigo publicado nesta segunda-feira na revista científica Cell.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários