“Coligações ciclistas” deram o grande empurrão ao aumento das bicicletas em Lisboa

Bernardo Campos Pereira começou a contar bicicletas em 2009, um exercício que o levou a uma tese de doutoramento. Até 2021, registou um aumento de 2425%.

Foto
Bernardo Campos Pereira contou bicicletas na capital entre 2009 e 2021 Rui Gaudêncio

Nos anos em que se deslocou de bicicleta entre a sua casa, em Oeiras, e o local de Lisboa onde trabalhava, na Quinta das Conhas (Lumiar), Bernardo Campos Pereira começou a contar os utilizadores de bicicleta com quem se cruzava. Percorria a marginal até ao Terreiro do Paço, onde cortava para Norte. O exercício começou em 2009, quando nem a autarquia nem o Instituto Superior Técnico faziam ainda contagens, explica o arquitecto, trabalha agora para a agência de energia e ambiente da capital, Lisboa E-NOVA, como especialista em mobilidade.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários