No sábado perdemos o jogo, mas neste Mundial já tínhamos perdido algumas coisas

O mundo ocidental deixou cair a contestação política com que marcou o arranque do Mundial, mas outros estão a fazer o percurso inverso e a avivar as suas lutas.

O futebol é um dos melhores cursos intensivos de conhecimento da natureza humana. Vejamos. Como numa história bem contada, fomos personagens que descreveram um arco: começámos pela adesão à luta contra a violação dos direitos humanos, pelo apoio à causa LGBT e pelo apoio às mais diversas formas de boicote ou de oposição à realização do Mundial no Qatar, mas deixámos que tudo isso se eclipsasse. Há sempre exceções e é justo que sejam notadas, mas, de um modo geral, a posição de contestação ao Mundial saiu de cena.

Os leitores são a força e a vida do jornal

O contributo do PÚBLICO para a vida democrática e cívica do país reside na força da relação que estabelece com os seus leitores.Para continuar a ler este artigo assine o PÚBLICO.Ligue - nos através do 808 200 095 ou envie-nos um email para assinaturas.online@publico.pt.