Fotografia

A “batalha surreal” entre as cidades e a natureza no denso mundo dos humanos

Manuel Alvarez Diestro capta a arquitectura das novas cidades, de Benidorm à China. Uma exposição para ver em Santander.

Qatar
Fotogaleria
Qatar

Sejam as varandas de Benidorm, os arranha-céus da China ou as escadas de Santander, Manuel Alvarez Diestro capta a arquitectura das novas cidades. Desta vez, andou pela Ásia e Médio Oriente com o trabalho do escritor de ficção científica Isaac Asimov na cabeça: The Caves of Steel (As Cavernas de Aço), o livro que dá também nome à exposição de Diestro e foi mote para esta série fotográfica, que mostra "um futuro onde os humanos dominam o território através da criação de cidades". 

Através das fotografias, quer evidenciar a marca que os humanos deixam na natureza, e os "vários estágios da construção urbana, numa batalha surreal com a paisagem natural", explica. "A degradação final da natureza é que esta é omitida e substituída por estruturas ultra densas", considera.

A exposição deverá estar patente no Colégio Oficial de Arquitectos da Cantábria (Coacan), em Santander, até 18 de Dezembro. Conta com a curadoria de Maria Arancha Vidal e com o apoio do Governo da Cantábria e da Fundación Santander Creativa.

Toronto
Toronto
Seul
Seul