Presidente defende importância dos direitos humanos em conferência no Qatar

Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar chamada de embaixador português em Doha ao Governo do país responsável pela organização do Mundial 2022.

Foto
Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou a importância dos direitos humanos individuais LUSA/PAULO CUNHA

Como tinha prometido, o Presidente da República defendeu a importância dos direitos humanos no Qatar. Fê-lo numa conferência sobre educação, em Doha, antes de assistir à estreia da selecção portuguesa no Mundial de futebol. Na próxima semana, é a vez de António Costa e de Augusto Santos Silva se deslocarem ao Qatar. Ambos devem viajar antes de serem votados dois projectos de resolução, do Bloco e do Livre, para que o Estado português não se fizesse representar nesta competição internacional. Essas iniciativas legislativas não têm força de lei mas confrontam quatro deputados do PS que votaram contra a viagem de Marcelo Rebelo de Sousa.

Sugerir correcção
Ler 44 comentários