Partido de Bolsonaro quer anulação parcial dos resultados eleitorais

Partido Liberal diz que os votos de mais de metade das urnas electrónicas devem ser invalidados, o que acabaria por dar a vitória ao actual Presidente. Tribunal Superior Eleitoral contestou o pedido.

Foto
Ao centro, Valdemar Costa Neto, líder do Partido Liberal, durante a conferência de imprensa em que o partido denunciou as urnas electrónicas Ueslei Marcelino/Reuters

Quase um mês depois da segunda volta das eleições presidenciais que ditaram a vitória de Lula da Silva, o Partido Liberal (PL), pelo qual se candidatou Jair Bolsonaro, apresentou formalmente um pedido para que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) invalide os votos de centenas de milhares de urnas electrónicas. O partido do ainda Presidente serve-se de um relatório que é criticado pela generalidade dos especialistas e o pedido foi contestado de imediato pelo próprio TSE.

Sugerir correcção
Ler 11 comentários