Na pandemia, a esperança de vida recuou, voltou a subir ou continuou a cair — depende dos países

Novo estudo estima que, em Portugal, houve um declínio de 7,6 meses na esperança média de vida em 2020. No ano seguinte, existiu uma ligeira recuperação, mas ainda sem alcançar os valores anteriores à pandemia. Noutros países há outros cenários.

Foto
Estudo usou dados de 29 países, incluindo de Portugal Daniel Rocha

Era algo já certo: a esperança média de vida nos países desceu durante a pandemia de covid-19. Logo em 2020 essa queda foi praticamente global, mas, no ano seguinte, a subida não foi igual em todo o mundo. É isso que mostra um novo estudo publicado nesta segunda-feira na revista científica Nature Human Behaviour. Se em sete territórios na Europa ocidental (incluindo Portugal) subiu, pelo menos, parcialmente em 2021, nos Estados Unidos, no Chile e na maior parte da Europa do Leste a esperança de vida continuou a cair.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários