A mulher de César é séria

Para que fique absolutamente claro: nem eu, nem nenhum dos meus Secretários de Estado, alguma vez tivemos intervenção, direta ou indireta, no processo de aprovação de candidaturas, nem na atribuição de qualquer apoio financeiro.

Nos últimos dias foi notícia o facto de uma empresa onde o meu marido é sócio ter tido apoio de fundos europeus. Algumas dessas notícias deixaram propositadamente no ar a insinuação de que esses apoios só foram possíveis por eu ser membro do Governo. Quero deixar claro que no desempenho das minhas funções agi sempre com legalidade, cumpri sempre com o meu dever de imparcialidade e exerci sempre as funções que me foram confiadas com total transparência.

Sugerir correcção
Ler 131 comentários