E acontece muito pouco…

ipsilon-papel,cultura,ipsilon,critica,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
ipsilon-papel,cultura,ipsilon,critica,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
ipsilon-papel,cultura,ipsilon,critica,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria

Ficará como uma despedida de Filipe Duarte (a quem o filme é dedicado), e certamente que ele, com alguns dos outros actores (Ana Moreira, Rui Morrison, as breves injecções de vida trazidas por actores secundários como Joaquim Leitão), está entre o melhor a reter de um filme bastante falhado.

Sugerir correcção
Comentar