O Meu Caminho, filme português sobre o Caminho de Santiago, vence prémio em festival internacional

O realizador, Pedro Gil Vasconcelos, é um caminhante experiente. Em 2021, filmou um amigo ao longo de 240 quilómetros por Geira e Arrieiros. Foi agora distinguido no New Wave Short Film Festival, iniciativa com base em Munique dedicada a distinguir curtas do mundo.

fugas,cinema,religiao,turismo,ambiente,alemanha,
Fotogaleria
Adriano Carneiro foi o companheiro de viagem de Pedro Gil e protagonista do filme Completa Mente
fugas,cinema,religiao,turismo,ambiente,alemanha,
Fotogaleria
Completa Mente

Pedro Gil de Vasconcelos já tem nas pernas doze longas caminhadas de Santiago. O Caminho que percorreu em 2021 transformou-se num documentário sobre o troço da Geira e Arrieiros e venceu a categoria de melhor documentário na secção Fé e Religião no New Wave Short Film Festival — que mensalmente, a partir de Munique, destaca as melhores curtas de realizadores emergentes que contam as suas histórias com os recursos que têm à mão.

“O objectivo”, lê-se no site do festival, “é apoiar filmes de baixo orçamento que criam novas experiências e narram histórias únicas com recursos limitados”. Uma forma de “entender como os cineastas de todo o mundo trabalham, como os jovens cineastas são criativos para superar os obstáculos da produção”, ou “como as suas tentativas podem levar a uma nova forma de cinema”.

O Meu Caminho nasceu da vontade de fazer a pé os 240 quilómetros que separam Braga de Santiago de Compostela, grande parte deles pela velha Via Romana XVIII, atravessando o Parque Nacional da Penada Gerês e as regiões do Xurez e do Riveiro, conta à Fugas o realizador, natural do Porto (1965) licenciado em Cinema e Audiovisuais pela ESAP – Escola Superior Artística do Porto.

“Tinha planeado, já há algum tempo, um documentário sobre o Caminho de Santiago mas não estava a conseguir reunir as condições para o produzir. Em 2021 decidi retomar o projecto e redimensioná-lo, adaptá-lo a novas formas de produção. A evolução que os smartphones trouxeram, permitiu-me abordar o filme numa perspectiva actual, de baixo impacto e com custos extremamente controlados”, explica.

O Meu Caminho foi produzido pela Completa Mente, teve edição de Marcos Nunes (Cia Films) e apoio de Jorge Medeiros (VideoContacto). Adriano Carneiro foi o companheiro de viagem de Pedro Gil e protagonista do filme.

Foto
O Caminho ao longo de 240 quilómetros Completa Mente

O prémio do festival de Munique, Alemanha, “é muito especial”, diz o realizador. “Para ser ter um filme, mais do que tudo, temos que ter uma boa história e imaginação para a contar.”

Sugerir correcção
Ler 1 comentários