Juntas discriminam não-recenseados: Queluz-Belas cobra mais 1233% a imigrantes em atestados de residência

Preços de atestados variam consoante a junta entre 1,5 euros e 50 euros. Presidente da Associação Nacional de Freguesias questiona taxas “exorbitantes” e diz que vai debater tema em reunião de 16 de Setembro. Há especialistas que consideram diferenciação ilegal e que Estado deve legislar para “evitar esta exploração”.

Foto
Na junta de Queluz-Belas cobram-se taxas a imigrantes suspeitas de violar a lei ENRIC VIVES-RUBIO

Os atestados de residência são necessários cada vez para menos situações, mas para um imigrante que se quer legalizar tornam-se essenciais.

Sugerir correcção
Ler 20 comentários