“Uma casa dividida contra si própria não se mantém de pé”

Do que Joe Biden conseguir fazer, depende a sorte da América, a sorte das democracias ocidentais e a sorte do resto do mundo.

1. Edward Luce, colunista do Financial Times que chefia a delegação em Washington, escrevia na segunda-feira que “o mais velho Presidente americano de sempre pode gabar-se de ter conseguido, em dois anos, um recorde legislativo mais forte do que Obama ou Clinton conseguiram em oito”. Parece exagero, mas não é. A imprensa americana de referência manifestava, na semana passada, a mesma admiração. Biden, ao contrário de Clinton e Obama, não pode exibir a juventude de ambos quando entraram na Casa Branca, ou os seus dotes oratórios impressionantes. “Mas, enquanto Biden anda à procura das palavras certas, os acontecimentos estão a escrever a sua própria narrativa”, concluiu Luce.

Sugerir correcção
Ler 18 comentários