Eleições em Angola poderão resultar em conflito como as de 1992

Relatório do Instituto de Estudos de Segurança sul-africano conclui que o controlo do MPLA lhe permitirá ganhar as eleições. E que no caso de uma vitória improvável da UNITA, a ala mais conservadora do MPLA poderá recusar a transferência de poder. Nos dois casos a violência pós-eleitoral é provável.

Foto
O Presidente João Lourenço volta a ser o cabeça de lista do MPLA AMPE ROGÉRIO/LUSA

O panorama político está em mudança e o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), que governa o país desde a independência em 1975, dá sinais de perder popularidade, mas, mesmo assim, “a paisagem política extremamente desigual ainda favorece o partido no poder”, lê-se num relatório do Instituto de Estudos de Segurança (ISS) da África do Sul sobre as eleições em Angola, publicado na quinta-feira.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários