A prova mais dura de um escritor sobrevivente chegou 33 anos depois da fatwa

Autor de Os Versículos Satânicos foi esfaqueado quando dava uma palestra. Submetido a uma intervenção cirúrgica, a sua situação clínica é ainda incerta, mas o seu agente, Andrew Wylie, diz que os ferimentos podem implicar a perda de visão de um olho e “danos sérios no fígado”. O escritor está a respirar com ajuda de um ventilador.

Foto
Salman Rushdie foi esta sexta-feira esfaqueado quando dava uma palestra Reuters/LUKE MACGREGOR

Quando a sentença de morte decretada em Fevereiro de 1989 pelo ayatollah Khomeini, que obrigou Salman Rushdie a viver uma década na clandestinidade, já começava a parecer um pesadelo do passado, o romancista de Os Versículos Satânicos foi esta sexta-feira inesperadamente atacado, no estado de Nova Iorque, por um jovem de 24 anos, que saltou para o palco onde o escritor ia intervir e o esfaqueou no pescoço e no abdómen. Evacuado de helicóptero e submetido a uma intervenção cirúrgica num hospital próximo, o seu estado clínico ainda não é totalmente conhecido, mas de acordo com o diário norte-americano The New York Times, citando o seu agente, Andrew Wylie, o escritor está a respirar com apoio de um ventilador e pode vir a perder a visão de um olho: “Não são boas notícias. Quase de certeza que Salman vai perder a visão de um olho.” Wylie acrescenta ainda que Rushdie terá ficado com “nervos danificados num dos braços, bem como danos sérios no fígado”.

Sugerir correcção
Ler 17 comentários