A Igreja Católica numa “manhã submersa”

Não há notícia de que tenha sido feito o historial ou que a hierarquia da Igreja Católica tenha já revisitado o passado de violência física e psicológica sobre crianças em colégios e seminários.

O pontificado do Papa Francisco notabiliza-se pelo enfrentamento corajoso e transparente de uma enxurrada de atos criminosos praticados ao longo de décadas, sob o manto de poder da Igreja Católica, por alguns membros do seu clero e ordens religiosas. Um manto cego, diga-se! A descoberta e denúncia dos asquerosos e incontáveis casos de abuso sexual de menores envergonhou profundamente a comunidade católica. Personalidades criminosas, vestindo casulas bordadas a ouro, atuavam com total à vontade, tendo as vítimas à mão, tolhidas por temor reverencial e tendo a justiça longe, pelo encobrimento.

Sugerir correcção
Ler 17 comentários