A morte de Archie

Uma pessoa em morte cerebral está morta. Está clinicamente morta, juridicamente morta, eticamente morta.

A morte de uma criança é sempre uma situação difícil de aceitar. A forma como a morte chega, acrescenta complexidade. Archie de 12 anos foi internado após ter sido encontrado inconsciente pela mãe, supostamente depois de ter aceitado um desafio na Internet para ficar o máximo tempo possível em apneia. Após alguns dias em coma, a morte cerebral foi diagnosticada a 31 de maio de 2022. Este artigo pretende promover algumas reflexões, a propósito das situações complexas associadas à artificialização da vida que as tecnologias em saúde permitem.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários