Cativações penalizam serviços mais afectados pela pandemia

Organismos da Administração Pública que gastaram menos com a aquisição de bens e serviços em 2020, por causa da pandemia, têm agora mais verbas cativadas. Finanças dizem que “os serviços podem sempre solicitar a descativação”.

Foto
OE 2022 entrou em vigor em Julho Nuno Ferreira Santos

Os organismos públicos que, no auge da pandemia e das medidas de confinamento, registaram reduções de actividade mais fortes são aqueles que agora estão a sentir um peso mais acentuado das cativações de despesa nos seus orçamentos.

Sugerir correcção
Ler 9 comentários