Rádio Altitude enfrenta nova ordem de despejo

Empresa mudou o jornal O Interior para o edifício onde funciona a Rádio Altitude e fez obras sem autorização. Direcção-geral do Tesouro e Finanças entende que o contrato foi desrespeitado e que deve ser ordenado o despejo.

Foto
Fotografia tirada quando as duas placas ainda estavam colocadas lado a lado DR

A história das complexas relações entre o Estado e a Radialtitude (RA) noticiada pelo PÚBLICO não terminou com o perdão da dívida da empresa e com a cedência do edifício aprovada em 2011. De então para cá, até os 400 euros da renda mensal fixada nessa altura estiveram muitos anos por pagar. Em Agosto do ano passado, por exemplo, as rendas em falta rondavam os seis mil euros, incluindo juros de mora, pelo que a Direcção-geral do Tesouro e Finanças (DGTF) solicitou o seu pagamento, que veio a ser efectuado em Novembro.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários