Altas instâncias da Justiça recorrem a agências de comunicação privadas

O Tribunal Constitucional contratou a empresa de Luís Bernardo, ex-assessor de Sócrates e do Benfica, para tratar da sua comunicação e o Conselho Superior da Magistratura acolheu um ex-director-adjunto da RTP para iniciar um processo de auditoria à forma como comunicava com os media.

Foto
Tribunal Constitucional recorre a empresa de Luís Bernardo @Daniel Rocha

A comunicação do Tribunal Constitucional (TC) há mais de um ano que está entregue à wonderlevel Partners, empresa de Luís Bernardo, ex-assessor de José Sócrates e do Benfica, e que trabalha actualmente com várias empresas privadas como a Media Capital, dona da TVI, a Altice, escritórios de advogados e também com entidades públicas como as autarquias de Faro, Trofa, e Juntas de Freguesia em Lisboa, como a de Benfica.

Sugerir correcção
Ler 4 comentários