Unidade de elite britânica matou dezenas de detidos na guerra do Afeganistão

Documentário do programa Panorama, da BBC, descreve como a mesma unidade matou ilegalmente pelo menos 54 pessoas em seis meses. Emails internos mostram como os oficiais se referiam aos relatos que chegavam do terreno como “bastante incríveis”.

Foto
Em 2021, as últimas tropas estrangeiras deixaram o Afeganistão, transferindo as responsabilidades de segurança para as forças locais JALIL REZAYEE/EPA

Um relato a descrever que, “pela décima vez nas últimas duas semanas”, os militares ordenaram a um detido que reentrasse num edifício para o ver “reaparecer com uma [metralhadora Kalashnikov] AK”; a mesma unidade a entrar depois noutro edifício com um detido diferente que de imediato “agarrou numa granada por trás de uma cortina e a lançou” na sua direcção… “Felizmente, não rebentou… é a oitava vez que isto aconteceu… Nem inventado!” Estas são algumas das frases que a BBC leu num email sobre uma unidade de forças especiais do Exército britânico (SAS) no Afeganistão escrito por um oficial de operações e enviado a um colega.

Sugerir correcção
Ler 32 comentários