A pandemia está em caminho descendente, mas Anthony Fauci tem mais algumas lições a partilhar

Se o médico norte-americano tivesse ficado na imunologia, em vez de mudar para o mundo mais colorido das doenças infecciosas, o seu trabalho “não teria tido tanto impacto global”. Depois veio a sida.

Foto
O infecciologista Anthony Fauci é o principal rosto do combate à pandemia de covid-19 nos Estados Unidos Jesse Dittmar/The Washington Post

“Tens de aguentar”, diz-me Anthony Fauci no alpendre da sua casa em Washington, D.C., com vista para uma pequena piscina que ocupa quase todo o quintal. O segredo da sua produtividade obscena, explica, é simplesmente nunca parar de trabalhar — mesmo quando “são nove horas da noite e o que se quer mesmo, mesmo muito, é beber uma cerveja e ir dormir”.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários