À procura de Sara

A terceira longa do brasileiro Aly Muritiba é um filme sobre gente em busca de outros, mas que na verdade anda atrás de si mesma, contado com elegância, inteligência e estilo.

Um filme de apreciável segurança formal e narrativa
Fotogaleria
Um filme de apreciável segurança formal e narrativa
cultura,ipsilon,kleber-mendonca-filho,critica,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
Um filme de apreciável segurança formal e narrativa
cultura,ipsilon,kleber-mendonca-filho,critica,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
Um filme de apreciável segurança formal e narrativa
cultura,ipsilon,kleber-mendonca-filho,critica,cinema,culturaipsilon,
Fotogaleria
,Festival Internacional de Cinema de Veneza 2021
Fotogaleria
Um filme de apreciável segurança formal e narrativa
94º Prêmios da Academia
Fotogaleria
Um filme de apreciável segurança formal e narrativa GRAFOPC

É injusto dizer que Aly Muritiba é apenas “mais um” cineasta brasileiro em tempo de estreia nas salas portuguesas — injusto, primeiro, para a vitalidade da produção do país irmão mesmo em tempo de resistência às vicissitudes institucionais que o têm perseguido; injusto, em seguida, porque esta não é uma obra de estreia mas sim a terceira longa do cineasta bahiano, que chega às nossas salas em resultado do estatuto de co-produção portuguesa (com a Fado Filmes de Luís Galvão Teles).

Sugerir correcção
Comentar