Como o verde se tornou a cor do direito ao aborto

Os lenços verdes começaram a ser utilizados na Argentina pelos activistas do direito ao aborto, em homenagem às Mães da Praça de Maio, mas depressa se alargaram a vários países, incluindo os Estados Unidos. A cor, que simboliza a vida, continua a marcar presença nas ruas de várias capitais da América do Norte e do Sul.

Foto
Manifestante pró-aborto emociona-se durante um protesto no centro de Houston, nos Estados Unidos Annie Mullligan/The Washington Post

Nos momentos que se seguiram à decisão do Supremo Tribunal dos Estados Unidos, que reverteu, em Junho, a decisão que estabeleceu o direito ao aborto, Roe vs. Wade, apoiantes do mesmo direito saíram para as ruas, furiosos. Muitos usavam a cor verde.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários