Estado arrisca-se a perder mais de 10 milhões de euros com as compras de ventiladores

Auditoria do Tribunal de Contas revela que a Administração Central dos Sistemas de Saúde registou perdas potenciais relacionadas com a aquisição de ventiladores que superam os 10 milhões de euros, associadas a pagamentos antecipados em contratos que não foram cumpridos e a problemas técnicos, não ultrapassáveis, de 142 dos equipamentos adquiridos.

Foto
Entre Março de 2020 e Março de 2021 houve um reforço de 1525 ventiladores invasivos (existam apenas 1142), decorrente de compras, doações, empréstimos e recuperação Paulo Pimenta

Uma auditoria do Tribunal de Contas (TdC) ao processo de reforço de ventiladores invasivos nas unidades de cuidados intensivos (UCI) dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS), para responder às necessidades decorrentes da pandemia de -19, revelou que a Administração Central do Sistemas de Saúde (ACSS) arrisca perder mais de 10 milhões de euros com as aquisições efectuadas entre Março de 2020 e Março de 2021.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários