Provedoria de Justiça regista número recorde de queixas em 2021, Segurança Social continua a liderar

Num ano ainda marcado pela pandemia de covid-19, queixas relacionadas com a área da Saúde aumentaram 32%. Atrasos nas pensões motivaram mais de 4000 queixas desde 2018.

Foto
Maria Lúcia Amaral, provedora de Justiça, alerta para atrasos superiores a dois anos nas pensões unificadas LUSA/RODRIGO ANTUNES

As queixas que chegaram à provedora de Justiça, Maria Lúcia Amaral, bateram um novo recorde no ano passado e ultrapassaram as 12.200. O relatório enviado nesta sexta-feira ao presidente da Assembleia da República mostra que a Segurança Social continua a ser o principal motivo das queixas, enquanto as denúncias relacionadas com a área da saúde aumentaram 32%, sobretudo devido às dificuldades na emissão dos atestados de incapacidade multiuso.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários