Em vez de pesticidas, usam-se cabras para comer plantas invasoras em Nova Iorque

Em Riverside Park, há cabras a comer plantas de espécies invasoras. Tudo para não se usar pesticidas.

Foto
Reuters/MIKE SEGAR

Mais de uma dúzia de cabras viajaram até Riverside Park em Nova Iorque para comer ervas daninhas. O objectivo foi remover espécies invasoras sem utilizar produtos químicos.

Os visitantes felpudos chegaram a Manhattan vindos da quinta de GreenGoats em Rhineback, Nova Iorque, para devorar vegetação de tamanho excessivo, incluindo algumas espécies perigosas para os humanos, como a hera venenosa.

As cabras são oriundas da quinta GreenGoats em Rhineback. Reuters/MIKE SEGAR
As cabras são oriundas da quinta GreenGoats em Rhineback. Reuters/MIKE SEGAR
Algumas cabras ficarão no parque em Nova Iorque até Setembro. Reuters/MIKE SEGAR
Fotogaleria
Reuters/MIKE SEGAR

“Já viram esta encosta? Disseram-me que era a margem mais íngreme a Este de Palisades”, disse John Herrold, presidente interino e chefe executivo do Riverside Park Conservancy. “Imagina tentares equilibrar-te ao mesmo tempo que arrancas plantas invasoras para depois poderes plantar espécies nativas que seguram melhor o solo e permitem um melhor habitat para a vida selvagem.”

Com o seu apetite natural por vegetação verde, as cabras acabam por ser uma abordagem engenhosa para remover ervas, sem recorrer a químicos poluentes. “Elas adoram isto”, diz Herrold. “Comem heras venenosas, bagas de porcelana, rosas multiflora. E é disso que estamos a tentar ver-nos livres.”

Das 20 cabras, quatro vão fazer do Riverside Park o seu lar até ao fim de Setembro, continuando a comer por quase um hectare de parque.

Sugerir correcção
Comentar